Serviços de ‘Caça-Esgoto’ são realizados em Praia Grande

30 Abril/2013

Em Praia Grande a semana começou com mais uma etapa dos serviços de Caça-Esgoto, realizada pela Sabesp em parceria com a Administração Municipal. As vistorias foram feitas no bairro Forte, na esquina das ruas Xixová com Yolanda de Trentine Giufrida. Os testes, que utilizam fumaça e televisionamento, visaram identificar irregularidades em ligações de esgoto domiciliar, bem como interferências entre a rede coletora da Companhia e o sistema de escoamento de águas de chuva, de responsabilidade da Prefeitura.

Primeiramente foi executado teste de fumaça, que consiste em insuflar um trecho da rede de esgoto da Companhia com gases (atóxicos) para que se alastre pelas tubulações. Os pontos de saída da fumaça branca que se forma apontam a presença de alguma interferência entre os sistemas. Verifica-se que uma residência está conectada adequadamente ou que um trecho não possui interferências quando a fumaça escapa apenas por saídas pertencentes também à rede de esgotamento. “Quando a fumaça aparece em bueiros, por exemplo, os técnicos passam para a etapa de televisionamento”, explica o gerente da Sabesp, engenheiro Eduardo da Silva Santos.

Na segunda fase, um robô com uma câmera acoplada foi colocada nas tubulações para identificação do local exato da única interferência encontrada no local.  Por um monitor, os técnicos observam o foco exato que deve ser consertado. “Esse tipo de verificação torna o reparo mais rápido e efetivo, pois já sabemos exatamente em que ponto atacar”, ressalta o gerente. A equipe aproveitou o momento das vistorias e executou o restauro da tubulação imediatamente.

 

A ação foi acompanhada de perto pelo secretário de Serviços Urbanos (SESURB), Katsu Yonamine e de Meio Ambiente (SEMA), Eduardo Xavier. “Este trabalho é muito interessante e deve ser de conhecimento da população para que desenvolva a conscientização ambiental em torno da importância dos serviços de coleta e tratamento de esgotos, prestados pela Sabesp”, destacou Xavier.

Alinhada aos objetivos do Caça-Esgoto, há dez anos a Prefeitura de Praia Grande desenvolve o Programa Esgoto Certo. Pela iniciativa, estudantes do Centro Paula Souza e universitários das áreas de Engenharia e Biologia têm a oportunidade de estagiar realizando vistorias em residências para cadastro e notificação daquelas que ainda não regularizaram suas ligações de esgoto. “Só no ano passado, cerca de 10 mil imóveis foram visitados e cadastrados. Após essa etapa, notificamos os endereços e acompanhamos caso a caso, além de levar a mensagem de alertar sobre a importância nesta mudança de postura em relação à preservação ambiental”, aponta o fiscal da SEMA, César Augusto Magalhães.

Intervenções como as realizadas em Praia Grande estão sendo realizadas em toda a Baixada Santista e visam a otimização dos dois sistemas – de drenagem das águas de chuva e de coleta de esgotos – aos benefícios ligados à saúde e meio ambiente. “Com essa varredura contribuímos com uma melhora na qualidade de vida no Município e, ainda, com a balneabilidade das praias”, pontua o gerente da Companhia.

Se Liga na Rede

E para incentivar a população a regularizar a conexão das residências ao sistema de esgotamento, o Governo do Estado de São Paulo em conjunto com a Sabesp lançou o programa ‘Se Liga na Rede’. Por meio da iniciativa, famílias de baixa renda terão total custeio (80% pelo Governo e 20% Sabesp) das adequações internas para que seja feita a destinação correta dos rejeitos domésticos ao tratamento. Na Baixada Santista, cerca de 7.700 domicílios poderão contar com esse benefício, aproximadamente dois mil em Praia Grande.

Fonte: http://site.sabesp.com.br/site/imprensa/noticias-detalhe.aspx?secaoId=65&id=5270